quinta-feira, fevereiro 04, 2016

Ano 2015- Melhores imagens, Fatos & Fotos, Roteiros, Flash Back, Arquivos e informações. Gente.

Janeiro[editar | editar código-fonte]

  • Uma série de atentados terroristas ao jornal Charlie Hebdo, e um mercado judaico em Paris, deixa ao menos 19 mortos e 17 feridos, incluindo 3 dos terroristas. Uma policial também foi morta a tiros no sul da capital francesa. Foi o pior ataque terrorista da França desde a Segunda Guerra Mundial.
  • Carro-bomba explode em uma rua em Villejuif, subúrbio de Paris, sem deixar feridos.
Começa o segundo mandato de Dilma Rousseff.
  • Líderes mundiais e milhares de pessoas marcham em cidades francesas, em homenagem às vitimas dos atentados emParis.
  • Jornal alemão é atacado em Hamburgo, após publicar charges do Charlie Hebdo, sem deixar feridos.
  • Aniversário de 14 anos da Wikipédia.
  • Uma ação anti-terrorista prende 12 pessoas e deixa 3 mortos, em BruxelasBélgica. Segundo a polícia belga, o grupo planejava um grande atentado terrorista no país.
Charlie Hebdo
  • O brasileiro Marco Archer é executado na Indonésia por volta das 0h30min horário local, 15h30mim horário de Brasília. Marco foi o primeiro brasileiro a ser executado no exterior, ele estava preso desde 2003 quando tentou entrar no país com 13,4Kg de cocaína.[5]
  • Uma queda de energia elétrica atinge 11 estados brasileiros e o Distrito Federal por volta das 15h, devido à sobrecarga do sistema.[6]
  • Estado Islâmico divulga vídeo com o refém japonês, Kenji Goto, mostrando a decapitação do seu compatriota, Haruna Yukawa. Grupo exigiu US$200 milhões pela libertação de ambos. Após o assassinato o ISIS exige a libertação de Sajida al-Rishawi pela vida de Kenji.
  • Peshmerga reconquista a cidade de Kobani após 4 meses de conflitos contra o Estado Islâmico. Essa seria a maior derrota do grupo jihadista até então.
  • Estado Islâmico divulga vídeo em que mostra Jihadi John decapitando o refém japonês Kenji Goto. Essa seria a sua 10ª decapitação que assustou o mundo.[8]

Fevereiro[editar | editar código-fonte]

  • Estado Islâmico aterroriza o mundo novamente. Em vídeo cinematográfico de 22 minutos, o grupo enjaula o piloto jordaniano, Muath al-Kasaesbeh, e depois o queima vivo. Governo da Jordânia prometeu vingança.
  • Acontece a cerimônia de entrega do prêmio Grammy Awards (57ª edição)
  • Estado Islâmico divulga vídeo em que mostra a decapitação de 21 cristãos egípcios na Líbia.
  • Ataques terroristas contra uma sinagoga e um café, deixa ao menos 2 mortos e 10 feridos, na capital dinamarquesa, Copenhague.

Março[editar | editar código-fonte]

  • Durante as filmagens do programa de reality show "Dropped" da TV francesa, dois helicópteros colidiram na província de La RiojaArgentina, provocando a morte de 10 pessoas, entre as quais alguns medalhistas olímpicos.[18]
  • Ônibus cai em ribanceira na Serra Dona Francisca, em Joinville, no Norte catarinense, causando a morte de 51 pessoas, entre elas, 11 crianças, na maior tragédia rodoviária do estado.[19]
  • Em Sebastopol, comemorações celebraram o primeiro aniversário do "retorno" da Crimeia à Rússia, após a aprovação do referendo de 2014, ainda que considerado ilegal e ilegítimo por Kiev e países ocidentais.[20]
  • Morre aos 89 anos o ator e humorista brasileiro Jorge Loredo, conhecido pela interpretação do personagem Zé Bonitinho.

Abril[editar | editar código-fonte]

  • Foi extinto o incêndio de extrema proporção, que iniciou-se no dia 2 de abril, atingindo seis tanques cheios de combustíveis, pertencentes à Ultracargo, em uma área industrial da cidade de Santos.[28]
Barack Obama e Raúl Castro fazem encontro histórico no Panamá.
  • Morreu na cidade de Campinas, Vicente Paulo Torquato, o Vicentão do quadro ‘A Hora do Rancho’ do programa Terra da Gente, da EPTV, aos 69 anos, por complicações respiratórias.[30]
  • Um tornado, com ventos que ultrapassaram a velocidade de 200 km/h, atinge a cidade catarinense de Xanxerê, deixando duas pessoas mortas e pelo menos mil desabrigados.[31]

Maio[editar | editar código-fonte]

  • Estado Islâmico conquista a cidade de Ramadi, no Iraque. Ataques da Coalizão Internacional, liderada pelos EUA, não surtiram efeito e soldados iraquianos tiveram que abandonar posições. É a maior vitória do grupo terrorista em 2015.
  • Estado Islâmico conquista a cidade histórica de Palmira, na Síria. Com o avanço, o grupo jihadista controla mais de 50% do território sírio.

Junho[editar | editar código-fonte]

Joseph Blatter renuncia à presidência da FIFA.
  • Morre na Flórida o líder de big band e compositor alemão James Last.
  • Atentados terroristas no Kuwait, na França e na Tunísia deixam dezenas de mortos e centenas de feridos.

Julho[editar | editar código-fonte]

Nasa envia sonda que sobrevoa Plutão.
  • Grécia não é retirada da zona do euro e países do bloco chegam em acordo para liberar o terceiro pacote de ajuda econômica ao país.[42]
  • Ocorre o fenômeno da Lua Azul que teve seu último registro em agosto de 2012 e a proxíma ocorrência será em janeiro de 2018[45]

Agosto[editar | editar código-fonte]

  • Em protesto ao governo do Brasil, parte do país parou para vaias, gritos e "panelaço" durante a apresentação do programa eleitoral do PT em rede nacional de rádio e televisão, do qual participaram a presidente Dilma Rousseff e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.[46]
  • Tufão Soudelor causa destruição, feridos e mortes em Taiwan.
  • Ocorrem eleições primarias na Argentina que definirão os candidatos a disputa presidencial de outubro.
  • Um atentado contra uma delegacia de policia e o consulado americano em Istambul, na Turquia, causa destruição e mortes.
  • Ocorrem manifestações contra o governo do PT pedindo a saída da presidente por impeachment, cassação ou renúncia, em mais de 200 cidades brasileiras[47]
  • A repórter Alison Parker e o cinegrafista Adam Ward, jornalistas de uma TV afiliada à rede norte-americana CBS, foram mortos a tiros, enquanto faziam uma entrevista ao vivo no estado da Virgínia, nos Estados Unidos, por um ex-funcionário que morreu ao atirar em si mesmo após perseguição policial.[48]

Setembro[editar | editar código-fonte]

  • A rainha Elizabeth II se tornou a monarca com o maior reinado na história britânica.[49]

Outubro[editar | editar código-fonte]

  • Os Estados Unidos realizam um ataque contra um hospital onde atuava a organização Médicos sem Fronteiras, no Afeganistão, deixando dezenas de mortos entre profissionais e pacientes. O ataque, cujos detalhes não ficaram totalmente esclarecidos, foi considerado um erro e crime de guerra.[52]

Novembro[editar | editar código-fonte]

Dezembro[editar | editar código-fonte]

  • Em uma luta histórica,o irlandês Conor McGregor venceu o brasileiro José Aldo em apenas 13 segundos faturando assim o Cinturão Peso Pena do UFC.

Evento ocorrido em data incerta[editar | editar código-fonte]

Capa da primeira edição do livroMein Kampf.

No esporte[editar | editar código-fonte]

Na ficção[editar | editar código-fonte]

Literatura[editar | editar código-fonte]

Cinema[editar | editar código-fonte]


Nenhum comentário:

Postar um comentário