Pular para o conteúdo principal

Homenagem a Wilson Simonal

Hoje Wilson Simonal faria (ainda) 77 anos. Uma história injusta e surreal. Que bom que os filhos estão ai para reverencia-lo para sempre!
Wilson Simonal de Castro (Rio de Janeiro, 23 de fevereiro de 1938 — São Paulo, 25 de junho de 2000)1 foi um cantor brasileiro de muito sucesso nas décadas de 1960 e 1970, chegando a comandar um programa na TV Tupi, Spotlight, e dois programas na TV Record, Show em Si... Monal e Vamos S'imbora, e a assinar o que foi considerado na época o maior contrato de publicidade de um artista brasileiro, com a empresa anglo-holandesa Shell.1
Cantor detentor de esmerada técnica e qualidade vocal, Simonal viu sua carreira entrar em declínio após o episódio no qual teve seu nome associado ao DOPS, envolvendo a tortura de seu contador Raphael Viviani.2 O cantor acabaria sendo processado e condenado por extorsão mediante sequestro,1 sendo que, no curso deste processo, redigiu um documento dizendo-se delator, o que acabou levando-o ao ostracismo e a condição de pária da música popular brasileira.1
Seus principais sucessos são "Balanço Zona Sul", "Lobo Bobo", "Mamãe Passou Açúcar em Mim", "Nem Vem Que não Tem", "Tributo a Martin Luther King", "Sá Marina" (que chegou a ser regravada por Sérgio Mendes e Stevie Wonder, como "Pretty World"1 ), "País Tropical", de Jorge Ben, que seria seu maior êxito comercial, e "A Vida É Só pra Cantar". Simonal teve uma filha, Patrícia, e dois filhos, também músicos, Wilson Simoninha e Max de Castro.
Em 2012, Wilson Simonal foi eleito o quarto melhor cantor brasileiro de todos os tempos pela revista Rolling Stone Brasil.3
Curtir · 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Aznavour em fotos- álbum pessoal. O mundo perde seu maior cantor contemporâneo.

Conheci Charles Aznavour desde sempre. O primeiro show onde o ví ao vivo foi na inauguração da boate Régine's de Naji Nahas e Régine Zylberberg dia 31 de março de 1981. Aos 18 anos , não podia acreditar que o maior dos maiores estava cantando ali na minha frente, aquelas canções quase "sagradas". Dai para frente nunca deixei de ver Aznavour. Shows, temporadas anuais no Brasil, festas particulares até. Morreu de repente neste fatidico inicio de outubro de 2018 em plena atividade aos quase 95 anos. Nas últimas entrevistas já se sentia o peso da idade. Mesmo no último show em São Paulo no Espaço das Américas, um tremor nas mãos se acentuava. Mas a partir da terceira música, já se tranformava num gigante dos palcos. O que posso dizer? que daqui mil anos ele será ainda cantado e lembrado. Foi único. Conversei com ele no lobby do hotel Enjoy Conrad no Uruguai. Na despedida após a foto de praxe, me disse "Qualquer dia desses a gente se encontra de novo".
Merci x mil …

Régine. Régine's. Uma aventura no Brasil. As noites de São Paulo. Uma lenda da noite mundial. Régine's.

Régine Biografia Brasil 2016-2017 Renato Fernandes e Ovadia Saadia  <Glamurama- Revista JP> 
















"Aquárius" a história faiscante da discoteca mais incrível que já existiu no Brasil (SP)